Ginecomastia

Conheça sobre este procedimento

Constitui proliferação benigna do tecido glandular do sexo masculino, sendo mais frequente em adolescentes e idosos. Na maioria das vezes apresenta-se como condição fisiológica ou decorrente de uso de medicações, mas sempre devemos descartar causas patológicas.

Na investigação deve-se sempre diferenciar ginecomastia de acumulo de gordura retromamilar (lipomastia).

Dependendo da causa existem orientações clinicas a serem colocadas antes da indicação de cirurgia (perda de peso, troca de medicação, suspensão do uso de drogas ou álcool).

Uma vez esclarecida a causa, o procedimento cirúrgico é indicado nos casos de desconforto social e psicológico. As tecnicas operatórias são variáveis e sempre incisões discretas devem ser consideradas. Em ginecomastias volumosas técnicas de oncoplastia e liposapiraçao devem ser consideradas.

Tratamento medicamentoso com tamoxifeno constitue duvida, apresentando resultados favoráveis em alguns casos, mas sempre considerando o aumento de eventos tromboembólicos.